Notícias

AQUAPOR CRIA EMPRESA EM MOÇAMBIQUE

Logo aq 255x191

Aquapor criou uma empresa em Moçambique denominada Visaqua, com o objectivo de se posicionar como operador de referência nas áreas do abastecimento de água, saneamento e resíduos sólidos.

 

Esta nova empresa, detida pela Aquapor e pela Intelvisa (holding por sua vez detida pela Intelec e Visabeira), quer entrar em todas as oportunidades de negócio que surgirem em Moçambique nas áreas da gestão, manutenção e exploração de serviços públicos e privados.

 

A VISAQUA pretende assim candidatar-se a negócios para os quais tenha competências como sejam sistemas de captação, tratamento, adução, reserva e distribuição de água para consumo, de recolha, tratamento, rejeição e reciclagem de efluentes e, por fim, recolha, tratamento e deposição de resíduos sólidos.

 

“Moçambique está em franco desenvolvimento e tem apostado muito na modernização de infra-estruturas ambientais e a Aquapor quer acompanhar essa mudança com as suas capacidades técnicas e financeiras e assim apoiar o processo de crescimento e de adaptação às novas tecnologias de que aquele país necessita”, afirma José Teixeira, presidente da Aquapor.

 

A conjugação de competências das empresas acionistas com o posicionamento e prestígio da Intelvisa e Visabeira no mercado Moçambicano e países circundantes, em especial África do Sul, poderão ser amplamente aproveitadas para fazer face aos projetos públicos financiados pelas Agências Multilaterais e outras oportunidades a serem identificadas nesses mercados.

 

Ainda no âmbito internacional, a DST/Aquapor estabeleceu uma parceria para o mercado de Angola com uma empresa local: a Greentech. Neste mercado, o consórcio Aquapor/Greentech pretende posicionar-se como prestador de serviços de referência no sector do ambiente (abastecimento de água, saneamento e resíduos sólidos) em Angola e conquistar clientes como a DNAAS, Direcção Nacional de Abastecimento de Águas e Saneamento, Ministério do Ambiente, EPAL EP de Luanda, e Governos Provinciais.

 

Quanto aos restantes mercados, a Aquapor aguarda uma maior estabilidade nos países do Norte de África, estando só a apresentar propostas na Arábia Saudita.